ROTEIRO COMPLETO EM AIRLIE BEACH

Queensland é o estado australiano que abriga 5 das 11 áreas deste país consideradas World Natural Heritage. Estas cinco incluem: Scenic Rim National Parks, Fraser Island, Riversleigh Fossil Fields, the Wet Tropics (incluindo Daintree National Park), e uma das maiores belezas naturais do Mundo; the Great Barrier Reef (a Grande Barreira de Corais).

A vila litorânea de Airlie Beach é vibrante, repleta de palmeiras, parques à beira-mar e restaurantes para refeições ao ar livre. Conhecida por seu charme boêmio e atitude despreocupada, Airlie Beach também é porta de entrada para as Whitsundays, as 74 ilhas imaculadas ao norte da Grande Barreira de Corais de Queensland, onde é possível visitar resorts luxuosos na ilha, beber coquetéis na beira da piscina e relaxar ao sol ou em um spa. O clima tropical e quente de Queensland faz com que Airlie Beach tenha invernos amenos, perfeitos para atividades aquáticas o ano todo. (Fonte)

Airlie Beach sintetiza o estilo de vida praiano, relaxado e cosmopolita da Austrália. A Shute Harbour Road, a rua principal e mais importante de Airlie Beach, está repleta de restaurantes, bares e cafés.

De Airlie Beach, você pode fazer passeios/tours para diversos gostos: floresta tropical, cachoeiras, piscinas naturais, caminhadas na natureza, skydive, parasail, voo de avião, helicóptero, passeios a cavalo, pesca, caiaque, passeios de veleiro, entre outros.

Mapa de Whitsundays

E foi nesse paraíso que passamos os últimos 8 dias do ano de 2017. E realizamos um roteiro bem completinho pela região. Confira nossa rota:

#1 Dia: Voo Sydney para Hamilton Island e Chegada à Airlie Beach

Começamos nossa jornada no aeroporto de Sydney no terminal doméstico às 12h30 do dia 24 de Dezembro.

Chegamos em Hamilton Island, nossa primeira parada, aproximadamente às 14h – horário local (o estado de Queensland não tem horário de verão como New South Wales, portanto 1 hora a menos que Sydney). Nosso ferry já estava agendado e comprado e tinha horário programado para às 14h30. Feito! Chegamos no aeroporto desta ilha e logo nos dirigimos para o porto. O local de encontro fica bem na saída do aeroporto, muito fácil de localizar.

Aeroporto de Hamilton Island

Ferry que faz transporte entre Hamilton Island e Airlie Beach (a única empresa que opera é a Cruise Whitsundays)

Saindo de Hamilton Island (vista)

Horário marcado, horário cumprido! Às 14h30 saímos de Hamilton Island e em 1 hora e 15 minutos estávamos no porto de Airlie Beach, local que seria nossa base para os próximos 8 dias.

Descemos do ferry e seguimos a pé até o centrinho de Airlie, simples e fácil de chegar (uma caminhada de 10 minutinhos). Use esse caminho caso você não tenha muitas bagagens, caso contrário contrate um táxi na saída do aeroporto e siga para seu hotel.

Porto de Airlier Beach (chegada na cidade)

Airlie Beach (cenários da caminhada para o hotel)

Airlie Beach

No centrinho e mortos de fome, procuramos algo para nos alimentar, e depois de refeitos seguimos para nosso hotel. Andamos um pouco mais do que gostaríamos, mas não morremos! Na verdade o percurso entre o Porto e o hotel que ficamos era de 40 minutos à pé, mas como para na metade para comer e descansar, e estávamos com poucas malas nem sentimos muito. Mas caso você hospede-se nesse mesmo hotel e tiver malas grandes ou pesadas pegue um ônibus ou um táxi. Chegamos no hotel por volta das 17h e às 17h30 já estávamos relaxando numa bela piscina neste mesmo local.


REVIEW HOTEL

Nos hospedamos no Mantra Club Croc em Airlie Bech.

Mantra Club Croc – Airlie Beach

Mantra Club Croc – Airlie Beach

Mantra Club Croc – Airlie Beach

Só temos bons comentários sobre o hotel e atendimento, o único ponto negativo foi o fato de ter internet limitada (1 GB por quarto). Ficamos 1 semana e isso acabou em menos de 1 dia pra duas pessoas. A dica é associar-se ao club deles (informe-se na recepção), pois com isso você consegue adquirir mais gigas nesse período, sem pagar nada. O demais pontos todos foram muito positivos: limpeza, quarto, piscina, restaurante, bebidas do hotel, e até mesmo a localização mais afastada foi ponto positivo para nós.


Como chegar em Airlie  Beach? As opções são: chegar pelo aeroporto de Hamilton Island ou Proserpine. A segunda opção é a mais próxima, e você consegue fazer o percurso entre o aeroporto e Airlie Beach de ônibus em 30 minutos. Já se desembarcar em Hamilton Island deverá fazer como nós fizemos, comprar um ticket de ferry e ir pelo mar (1 hora e 15 de viagem).

Quanto custa? O voo entre Sydney e Hamilton Island tem um valor acessível e caso você compre em alguma promoção de companhia aérea (Jetstar, TigerAir, etc), você conseguirá pagar uma média de 200 a 300 dólares ida e volta pp. Tempo de voo em torno de 2 horas.


Depois de aproveitar o fim do dia de pernas pro ar, seguimos para um banho merecido e em seguida o jantar que finalizou nossa noite de véspera de natal em Airlie Beach.

#2 Dia: Bicentennial Walkway e Airlie Lagoon

Saímos de Cannonvale, bairro de Airlie Beach onde estávamos hospedados, por volta das 10h. Como o dia seria dedicado ao descanso e pontos de interesse nesta cidade (não tivemos muitas opções devido à data, 25 de Dezembro tudo fecha na Austrália), saímos mais tarde do hotel.

Seguimos pela Bicentennial Walkway que começa exatamente neste bairro de Airlie e se alonga até o Porto de Airlie, na outra ponta da cidade.

O caminho é tranquilo, pavimentado e à beira mar. Em alguns poucos pontos ele segue por dentro das ruas da cidade, mas na quase totalidade este Walkway vai beirando o lindo mar azul.

Passamos por vários pontos de interesse, tais como: Shingley Beach, Abell Point Marina e sua linda marina (local onde os passeios diários partem, com exceção da empresa Tours Whitsundays que sai do Airlie Port) e finalmente a área central de Airlie onde fica a Airlie Lagoon.

Bicentennial Walkway

Abell Point Marina

Abell Point Marina

Abell Point Marina

Chegada à Airlie Lagoon

No total são 3,7 km de uma caminhada tranquila e cheia de visuais interessantes.

Chegamos finalmente ao centrinho e aproveitamos para tomar um café rápido. Em seguida já estávamos esparramados nas dependências da Airlie Lagoon. Este local é um pequeno complexo de piscinas totalmente gratuito disponível para moradores e turistas.

Um cenário muito agradável e bonito para curtir num dia tranquilo como o dia 25 de Dezembro, onde nada abre e funciona. As piscinas são super limpas e muito bonitas. As pessoas se espalham pelos gramados e areia do entorno e passam o dia aproveitando o sol. Fizemos o mesmo e durante aproximadamente 2 a 3 horas curtimos o local.

Sombrinha de árvores, canga esticada e piscina totalmente gratuita (aliás é bom mencionar que também está disponível nesse local uma infraestrutura pra uso, que inclui: banheiros, vestiários, chuveiros, bebedouros, churrasqueira e espaços com mesas).

Airlie Beach Lagoon

Airlie Beach Lagoon

Airlie Beach Lagoon

Airlie Beach Lagoon

Depois de aproveitarmos a piscina pública seguimos para nosso retorno ao hotel e, logicamente, voltamos pela agradável trilha de Bicentennial Walkway.

Chegamos no hotel em torno as 16h e imediatamente fomos para mais uma sessão de piscina! Oba! Dia de muita preguiça e relaxamento. Ficamos por lá até umas 18h30 e depois encerramos nosso dia. Os passeios importantes estavam por vir.

#3 Dia: Caminhada, SUP, Airlie Lagoon e planejamento

Para o terceiro dia, como não havíamos feito nenhuma reserva prévia de tours (erro nosso, mesmo porque era semana de final de ano e tudo é muito disputado e cheio), usamos nosso tempo livre para buscar preços e passeios nas agências do centrinho. Caminhamos novamente pelo Bicentennial Walkway em direção ao downtown de Airlie, paramos na Abell Point Marina para um café da manhã e após quase 1 hora por lá continuamos para o centrinho.

Centrinho de Airlie Beach

Centrinho de Airlie Beach

Entramos em algumas agências, conversas, questionamentos e decidimos os passeios da semana. Tarefa feita hora de relaxar!

Mais uma vez fomos para a piscina pública – Airlie Beach Lagoon. Passamos o resto da manhã e tarde por lá, eu num belo dia de piscina e muito sol, o marido aproveitou o local para um SUP day! Valor do SUP é $30 a hora.

SUP em Airlie Beach

SUP em Airlie Beach

Após aproveitarmos bastante o local seguimos para o almoço num pub local. E depois de alimentados retornamos à pé pro hotel, novamente pela Bicentennial Walkway. Finalizamos o terceiro!

#4 Dia: Hamilton Island e Pescaria 

O dia número 4 desta viagem começou cedinho, às 7h com a caminhada entre o hotel e o porto de Airlie Beach. Durante 40 minutos percorri esse trajeto, e em torno das 8h estava sentada no porto aguardando meu ferry para Hamilton Island, o destino escolhido para este dia. Neste mesmo dia, o marido foi para um lado e eu para outro. Decidimos que cada um faria o que gosta mais. Ele foi pescar em alto mar e eu fui ter um dia praia e turista em Hamilton Island.

Exatamente às 8h30 o ferry partiu em direção à luxuosa ilha, e após 1h15 na embarcação cheguei ao destino.


Hamilton Island é uma ilha privativa e construída para o turismo. Sua infraestrutura é toda pensada para atender os clientes.

Esta ilha conta com transporte gratuito interno (micro-ônibus), sistema de transporte para locação (carrinhos de golf) e os transferes dos hotéis que ficam espalhados pela ilha.

Hamilton Island possui ruas pavimentadas e um completo complexo com piscinas, clubes, centros de atividades, campo de golf, restaurantes, lanchonetes, supermercado, e muito mais.

Conheça melhor a infraestrutura da ilha aqui.


Quando cheguei à ilha a ideia de roteiro já estava montada na cabeça. Desci no Yatch Club de Hamilton Island e logo caminhei um pouco morro acima (muitas ruas em Hamilton Island são íngremes), em menos de 3 minutos já estava no ponto de ônibus número 11 (na parada da escola – conheça mais sobre o sistema de transporte gratuito aqui).

Hamilton Island

Hamilton Island

Depois de pegar o bus gratuito o primeiro destino foi o One Tree Hill (o ponto mais alto da ilha e onde o turista consegue ver o 360º deste pequeno paraíso). As duas paradas deste ponto são número 14 e 17 (veja o mapa).

Depois de explorar um pouco esse espaço e tirar muitas fotos, segui em direção às piscinas e ao Resort Centre, local que abriga as piscinas abertas ao público e a praia principal desta ilha.

Antes de descer em One Tree Hill fiz questão de permanecer no ônibus e só descer no retorno depois deste percorrer até o final deste trajeto.

One Tree Hill

Vista do One Tree Hill

One Tree Hill

Vista do One Tree Hill

Esta foi uma forma de conhecer a ilha com conforto e “sem pagar nada”. Fiz o mesmo quando fui em direção às piscinas. Fiquei no ônibus e dei uma volta maior pelo Golf Club para conhecer as dependências da ilha.

Quando cheguei no ponto número 1, desci e fui em direção ao centro do Resort. Localizei a piscina principal (Main Pool), tirei algumas fotos e segui para a segunda piscina (Sails Pool), reconheci terreno e caminhei pela areia escaldante de um dia de verão australiano até a última e terceira piscina (Bougainvillea Pool) aberta ao público.

Fotos e mais fotos, e então localizei o ponto que queria ficar, exatamente na segunda piscina e bem de frente para o mar.

Main Pool – Hamilton Island

Sails Pool – Hamilton Island

Bougainvillea Pool – Hamilton Island

Muito sol, piscina e relax total. Assim eu gastei meu tempo no resort. Mas, obviamente, não iria embora sem antes dar um mergulho nas águas azuis do mar de Hamilton Island. Água quentinha e calma pra ficar mais uma hora de ócio profundo na Catseye Beach.

Catseye Beach

Catseye Beach

Depois da praiana, tirei a água salgada com um belo banho, segui para o ponto de ônibus número 1 e peguei a linha verde (Green Line). Esta me levaria para o restaurante e o entorno do Yatch Club novamente.

Dentro do pacote que comprei estava incluso um almoço num dos restaurantes locais, e para lá que fui.

Cheguei ao Marina Tavern às 13h e permaneci por lá mais ou menos 1 hora. Almoço finalizado hora dos preparativos para o retorno à Airlie Beach.

Marina Tavern

Marina Tavern

Fui até o guichê da empresa Cruise Withsundays,  apresentei meu voucher de retorno e remarquei meu horário. Depois de agendado, era hora de uma sorvete para me despedir da ilha. Às 14h45 já estava dentro do ferry retornando para Airlie Beach.

Enquanto isso…na pescaria!

Pescaria em Airlie Beach

Pescaria em Airlie Beach

Algumas considerações sobre Hamilton Island:

  • Caso você compre passagem aérea e desça em Hamilton Island como fizemos, tente chegar e ficar 1 dia por lá usando a infraestrutura (você não pagará mais nada por isso e ainda economiza 145 doláres (valor do full day para tour nesta ilha saindo de Airlie Beach). Tente levar pouca bagagem e chegando cedo em Hamilton Island fique por lá até o último ferry (17h10);
  • Use o sistema de transporte gratuito da ilha. É seguro, tem ar condicionado, é ótimo para conhecer todos os pontos deste local e é pontual;
  • Use as piscina do Resort, elas são totalmente gratuitas.

Valor do passeio para Hamilton Island: Hamilton Island Free Style $145,00 (ida e volta de ferry + almoço no restaurante Marina Tavern)

Como chegar? A única empresa que opera para Hamilton Island é a Cruise Withsundays.

Valor do tour e pescaria: $139,00

Como chegar? Várias empresas fazem este tipo de tour, busque informação nas agências.


#5 Dia: Whitsundays Island Full Day Cruise (Southern Whitehaven Beach)

O quinto dia foi todo especial. Reservado para conhecer uma das praias mais lindas do mundo, eleita diversas vezes por várias revistas e sites especializados.

A saída foi feita às 7h35 quando o transfer da empresa contratada nos pegou no hotel. Seguimos para a Marina (Abell Point – local onde saem todos os barcos exceto os da empresa Cruise Whitsundays – estes partes de Airlier Port) e de lá para o barco da empresa (Reef Cruises – MV 2001) que nos levaria até a praia tão desejada. Compramos o tour através do site do hotel e recebemos o voucher através do mesmo site e email de confirmação no dia seguinte.

O barco partiu às 8h da marina e seguiu direto para Whitehaven Beach. Bem na saída nos foi servido um café (biscoitos, leite, café, chá, bolo e doces) e depois de alimentados e quase 2 horas de viagem chegamos ao nosso primeiro destino do dia.

A areia na Whitehaven Beach está entre as mais brancas de qualquer lugar do planeta. Composta de 98 por cento de sílica, a areia em Whitehaven não retém o calor e tem uma consistência fina como pó. Isto significa que, mesmo na parte mais quente do dia, os visitantes podem caminhar confortavelmente ao longo de seus sete quilômetros de areia ao lado do cristalino Coral Sea. (Fonte)

Nesse local fomos levados de bote até a praia e permanecemos em torno de 1h30 por lá. Aproveitamos para muitas fotos, banho de mar e alguns minutos de relaxamento na areia branca desta praia.

Whitehaven Beach

Whitehaven Beach

Whitehaven Beach

Whitehaven Beach

A Whitehave Beach fica nas Whitsundays Islands:

As Ilhas Whitsunday são um grupo de 74 ilhas cercado pela Grande Barreira de Corais e pelas águas protegidas do Mar de Corais. Com praias de areia branca isoladas, cheias de palmeiras e de água cristalina, as Ilhas Whitsunday são o exemplo típico de um paraíso tropical.

Formado há milhões de anos, o maior grupo de ilhas em alto mar da Austrália foi batizado pelo Capitão Cook, que navegou pela passagem na época do festival Whitsunday, em 1770. (Fonte)

Depois dessa passagem por Whitehaven voltamos de bote para o barco e já era hora do almoço. Entramos no barco, todos foram logo se servindo e aproveitando o buffet disponível. Mais uns 40 minutos e o barco continuou seu percurso. Agora era hora de conhecer Hill Inlet, um local especial e com uma das vistas mais fotografadas da Austrália.

Mais uma vez descemos para um bote, de lá seguimos por um caminho pela praia e depois no meio da mata até chegar ao lookout. Deste local é possível ver a linda paisagem de areias branquinhas que se movem e mudam constantemente. Um verdadeiro delírio para os olhos. São aproximadamente 15 minutos de ida e 15 de volta. E por lá o tempo que achar necessário para muitas e muitas fotos!

Acesso para o Hill Inlet

Hill Inlet

Hill Inlet

Hill Inlet

Este local é realmente lindo e imperdível!

Após centenas de fotos voltamos para o barco, mais uma vez acessando através de bote, e seguimos para o último ponto do passeio, o momento do snorkeling.

Fizemos todo o contorno de Whitsundays Islands e chegamos a um ponto próximo à Hook Island. O barco foi parado neste local e as pessoas que quiseram fazer snorkeling desceram em direção a outra prainha em Whitsundays Islands. Os demais que não quiseram foram colocados em  barco menor com chão de vidro para um belo passeio e uma vista linda dos corais da região.

Whitsundays Islands – Momento do Snorkeling

Whitsundays Islands – Passeio para ver os corais

Aproximadamente 16h todos retornaram para o barco e foi servido um coquetel de agradecimento e o lanche da tarde. Estava findo o tour do dia. Às 17h chegamos à Marina de Airlie Beach, entramos no nosso transfer e às 18h já estávamos devidamente entregues no hotel.

Finalizamos o dia intenso de mar e barco.

Algumas  dicas para este passeio:

  • Caso visite a região em época de festas de final de ano faça reserva antecipada;
  • A empresa que compramos o tour não foi uma das melhores que já usamos, pois tivemos problemas com outros passeios comprados (Experience OZ + NZ), ao contrário do barco (Reef Star Cruises) que usamos e tivemos um ótimo serviço.

Como chegar? Várias empresas com vários tipos de barcos operam esse tipo de passeio, busque informações nas várias agências de Airlie Beach ou na recepção do seu hotel/hostel.

Quanto custa? $180,00 pp (incluso café, almoço e lanche da tarde).


#6 Dia: Townsville e Magnetic Island

Reservamos um dos dias dessa viagem para locar um carro e explorar algum lugar próximo de Airlier Beach, mas fomos muito mais longe do que imaginávamos. Em pesquisa relativamente rápida com folhetos de turismo local e posts, decidimos seguir pro norte em direção à Townsville, a capital do norte de Queensland.

Saímos do hotel em torno das 8h, e depois de um café rápido no quarto, fomos de ônibus até o centrinho desta cidade para pegar o carro na locadora. Às 9h30 já estávamos na estrada indo pro norte da Austrália.

Passamos por várias cidadezinhas e muitos cenários e após, aproximadamente, 270 km chegamos à Townsville.

A cidade estava praticamente às moscas e tudo estava fechado. Nos dirigimos logo para a região do porto de onde partem os ferries para Magnetic Island, o destino principal desta jornada de um dia.

Cenários em Townsville

Cenários em Townsville – Porto

Chegamos nesta cidade por volta do meio dia, e o próximo ferry sairia às 12h55. Foi exatamente esse que pegamos. Antes de embarcamos procuramos indicações no pequeno escritório de turismo que tem dentro do terminal. Coletamos informações, folders (minha atividade preferida em viagens, coletar folhetos e folders) e seguimos para a fila. O valor total para duas pessoas, incluindo ferry e bus turístico com passe diário pela ilha, foi de 78 dólares (Sealink).

A ilha pode ser acessada de carro, porém como o valor é alto (110 dólares) optamos pelo passeio à pé mesmo. O valor do carro para mais de 3 pessoas vale a pena, para um casal fica mais salgado (o acesso é por outro porto e a empresa que opera é a Fantasea Cruising).

Devidamente embarcados e em direção à ilha, levamos 20 minutos entre o continente e o destino final. Desembarcamos e logo na saída do terminal existia um outro terminal, só que este de ônibus.

Ferry que liga Townsville à Magnetic Island

Porto de Magnetic Island

Localizamos o ônibus turístico e seguimos nele até a principal praia da ilha, Horseshoe Bay. Neste mesmo ônibus passamos por outros pontos importante, tais como: Arcadia, Alma Bay e a entrada para duas praias que havia lido que eram as mais bonitas, Balding Bay e Radical Bay.

Chegamos ao destino final e por lá localizamos um restaurante e almoçamos. Depois de alimentados, e como não tínhamos muito tempo na ilha, seguimos para uma pequena trilha que nos levaria até Balding Bay e Radical Bay (1km e 1,2km consecutivamente).

Horseshoe Bay

Horseshoe Bay

Trilha para Balding Bay e Radical Bay

Trilha para Balding Bay e Radical Bay

Balding Bay (não tirei muitas fotos pois esta é uma praia de nudismo)

Vista de Radical Bay

Como disse anteriormente não tínhamos muito tempo na ilha, pois foi uma bate volta de 270 km, portanto chegamos até Balding Bay (que por sinal descobrimos que é uma praia de nudismo), tiramos algumas poucas fotos, pelo motivo que mencionei anteriormente (nudismo), e seguimos para a trilha de Radical Bay. Quando vimos que ficaria muito tarde para acessá-la e voltar, decidimos retornar e descansar um pouco em Horseshoe Bay, pois o ônibus passaria às 16h35, um bom horário para voltarmos e não pegarmos muito tempo de estrada à noite (muitos bichinhos mortos pela estrada, especialmente wallabies e cangurus).

Retornamos e descansamos um pouco à beira mar. Pegamos o ônibus das 16h35 e em torno das 17h30 já estávamos dentro do carro no caminho de volta. Ainda paramos numa cidadezinha no meio da estrada, comemos um bela pizza e seguimos até Airlie Beach.

Chegamos no coração da Barreira de Corais (Airlie Beach) por volta das 22h e seguimos para a devolução do carro.

Retornamos para o hotel à pé, aproveitando a linda noite de verão, e finalizamos assim nosso dia intenso de road trip.

Considerações sobre a day trip:

  • Vale mais a pena ir e ficar alguns dias na ilha;
  • Se você estiver fazendo algum roteiro de carro pelo litoral considere ir até a ilha e ficar uns dias;
  • A ilha é bem pacata e mais rústica, porém com locais muito bem servidos de restaurantes e hotéis/hostels;
  • Faça a trilhinha entre Horseshoe Bay e Radical Bay / Balding Bay (vale a pena), lembrando sempre que Balding Bay é uma praia de nudismo;
  • Caso faça bate e volta de alguma cidade próxima considere sair muito mais cedo e chegar na ilha no máximo às 9h / 10h. Com certeza você aproveitará melhor.

Como chegar? Carro alugado, Ferry e Bus Turístico (ou caso você atravesse o carro pela balsa não precisará do ônibus)

Quanto custa? $ 150 (o carro alugado com a Europcar para day use) + $ 78 (ferry + bus). Caso opte pelo ferry de carro o valor para a travessia é de $ 110.


#7 Dia: Whitsundays 60 minutes Scenic Flight

Que dia maravilhoso e que surpresa linda! Assim descrevo o voo panorâmico pela Barreira de Corais e pela Whitehaven Beach.

O dia começou mais tarde, pois o transfer passaria às 10h no nosso hotel, e de lá seguiríamos para o aeroporto de onde partem os tours de avião e helicópteros de Airlie Beach. E assim foi feito e começamos nosso roteiro do dia.

Seguimos para o aerporto onde pegaríamos o voo panorâmico. Chegamos às 10h30 e às 11h já estavamos devidamente aparelhados e sentados prontos pro passeio.

O avião de pequeno porte possuía 8 lugares (contando com o piloto e o acompanhante) e estava lotado!

Lugares na janela estavam mais que garantidos, mesmo porque neste tipo de avião todos vão sentadinhos nas janelas para aproveitar tudo (não existe lugares de meio assento).

O avião levantou voo e as belezas começaram a se revelar. Sobrevoamos durante 1 hora todo o percurso entre Airlie Beach, Great Reef Barrier (Barreira de Corais), as demais ilhas do entorno, Hamilton Island e Whitsundays Islands (conjunto de ilhas que abriga Whitehaven Beach, uma das praias mais lindas do mundo e que visitamos dias antes).

O sobrevoo na Barreira de Corais é algo que nunca vi na vida! Um local único e espetacular! Uma verdadeira pintura e que do alto fica ainda mais lindo de ver!

O pilota sobrevoa os principais pontos duas vezes para que todos os passageiros possam ver com clareza os pontos de interesse do percurso (passageiros da direita e da esquerda do avião).

Foram os dólares mais bem gastos dessa viagem!

Definitivamente é um tour que não pode ser deixado de lado numa eventual visita à região.

Barreira de Corais

Barreira de Corais

Barreira de Corais

Barreira de Corais

Barreira de Corais

Barreira de Corais

Barreira de Corais

Depois de muito contemplarmos esse local lindo, seguimos para o retorno e passamos pelo Hill Inlet, outro ponto espetacular que visitar por terra dias antes.

Whiteheaven Beach

Whiteheaven Beach – Hill Inlet

Cenários do voo panorâmico

Cenários do voo panorâmico

Aproximadamente 12h estávamos pousando no aeroporto e seguimos novamente de transfer para nosso hotel. Foi um tour curto, e de menos de meio dia, mas inesquecível! Às 13h já estavamos sentados num restaurante aproveitando o dia e comendo bem.

Retornamos para o hotel e por lá passamos o resto do dia num ócio criativo na piscina.

Estava fechado mais um dia perfeito em Airlie Beach.

Dicas importantes:

  • Tente fazer o passeio próximo do horário de 12h, pois o sol estará no alto e a visibilidade é melhor;
  • Escolha o que melhor couber no seu bolso e gosto. Nós optamos pelo passeio de avião pois era de 1 hora de duração e passava nos dois principais pontos desta região (Barreira de Corais e Whitehaven Beach). Os demais passeios que vi eram mais caros ou com menor tempo de duração no ar;
  • Leve todas câmera que puder (gopro, celular e câmera fotográfica), as imagens lá de cima são espetaculares. Não perca um detalhe se quer!

Como chegar? Existem várias empresa que fazem passeios de avião de pequeno porte e helicópteros (busque informações nas diversas agências do centrinho de Airlie Beach ou veja na recepção do seu hotel/hostel).

Quanto custa? $ 219,00 pp (1 hora de voo –  empresa parceira do hotel) com a empresa GLS Aviation


#8 Dia: Great Barrier Reef Half Day Tour

Para o oitavo e último dia de atividades em Airlie Beach fomos conhecer de novo só que agora de perto e pelo mar a barreira de corais (no dia anterior fizemos um voo panorâmico). O tour saiu às 7h do Porto de Airlie Beach e rumou em direção à barreira.

Levamos aproximadamente 2 horas até a base da empresa (Cruise Whitsundays – é a única empresa que opera esse passeio) dentro da Barreira de Corais e assim que chegamos todos já foram direcionados para as atividades que se pre dispuseram a fazer. Uns foram para mergulho avançado, outros para mergulhos de batismo, alguns para o tour no submarino para ver os peixes e corais e muitos foram para o snorkeling.

Área de snorkeling – Grande Barreira de Corais

Passeio de submarino – Grande Barreira de Corais

Passeio de submarino – Grande Barreira de Corais

Este local, que pertence à única operadora que leva até a Barreira de Corais, chama-se Pontoons, e por lá o turista encontra uma estrutura com pontos para todas as atividades que mencionei anteriormente.

O espaço é grande e confortável. Porém se você não faz mergulho de cilindro ou gosta da prática do snorkeling, não aconselharia comprar este passeio (compramos o de half day), uma vez que as atividades por lá são basicamente estas que mencionei anteriormente.

Pontoons

Pontoons

Pontoons

Pontoons

Permanecemos no local de 9h até às 11h30. Dentro do barco todo o conforto e atendimento merece destaque. Nos foi servido um café (café e leite à vontade, mais biscoitos e frutas). Às 11h30 saímos em direção à Airlie Beach e logo após sairmos do Pontoons, nos foi servido um belo almoço. Tudo muito caprichado e farto.

Dependências do barco – Grande Barreira de Corais

Almoço no barco – Grande Barreira de Corais

Passamos pelas Whitsundays Islands novamente e em torno das 14h já estávamos no Porto de Airlie Beach desembarcando. Seguimos, então, a pé até o centrinho, perdemos um tempo por lá olhando lojas e continuamos até nosso hotel. Como era noite de virada de ano, fomos descansar para a noite retornar ao centro e ver os fogos na praia.

Ainda aproveitamos os últimos minutos de piscina e cerveja no hotel. Chegada à noite, jantamos no restaurante do próprio hotel, pois quase tudo já estava fechado e seguimos de bus até o centro. Vimos os fogos tímidos da virada do ano e depois da festa retornamos ao hotel para fechar nosso roteiro na região.


Como chegar na Great Barrier Reef pelo mar? Empresa Cruise Whitsundays (única que opera nesta rota)

Quanto custa? $199 pp (half day) ou 245,00 (full day)


#9 Dia: Retorno à Sydney

Depois de muito bem aproveitados os dias em Airlie Beach era hora de voltar. Agendamos o transfer para as 10h20 e neste horários estávamos aguardando a empresa na recepção do hotel.

Compramos este serviço com a recepção do Mantra Club Croc (parceria do hotel), pois foi o local mais barato que encontramos.

Em, aproximadamente, 40 minutos estávamos no aeroporto de Proserpine. Nosso embarque para Sydney foi tranquilo e pontual.


Como chegar? O transfer de Airlier Beach até Proserpine é feito por várias empresas, busque informações no hotel. Numa pequena pesquisa escolhi a empresa parceira do hotel para adquirir o serviço, pois foi a mais barata. Todas estavam cobrando $22 e a empresa parceira do hotel estava $20. Uma economia pequena, mas uma economia!

Quanto custa? $20 pp transporte feito em ônibus executivo


Links Importantes:

Great Barrier Reef  (site oficial Austrália)

Great Barrier Reef Website

Hamilton Island (site oficial)

Proserpine Airport

Cruise Whitsundays

Tour Whitsundays (site oficial)

Reef Star Cruises (tours de barco em Airlie Beach)

SeaLink (horários de ferries para Magnetic Island)

Depto de Transporte de Queensland

Airlie Beach e Proserpine – Bus Services

Airlie Beach – Turismo

Whitehaven Beach – Turismo


Faça suas reservas clicando nos links dos nossos parceiros. Você nos ajuda a cobrir os custos do blog SEM GASTAR NADA A MAIS POR ISSO, já que receberemos parte da comissão desses afiliados. Todos ganham! 

Reserve seu hotel pelo Booking ou Decolar

Alugue seu carro com a RentalcarsRentcars ou Decolar

Compre sua passagem aérea com o Voopter, Latam ou Decolar

Adquira seu seguro viagem com a Seguro Viagem Allianz ou Decolar

Adquira seu chip internacional com a Travel Mobile

Faça seu roteiro personalizado com nossa consultoria

Saiba mais em: Contato SOUL Viajero

CONFIRA OUTROS POSTS

ROTEIRO DE 7 DIAS DE EXPERIÊNCIAS NA ISLÂNDIA Cachoeira Skógafoss Pensar e enfim programar parte de suas férias na Islândia é uma experiência única, e é FATO que você irá se deparar com alguns...
VIAREGGIO – UM BATE E VOLTA A PARTIR DE FLOR... Domingo na Itália também é dia de praia, ou como chamam os italianos, giorno di spiaggia! O dia começou cedo com um trem direto para Viareggio ...
ROTEIRO DE 3 DIAS EM COPENHAGUE E ARREDORES A Dinamarca está situada no norte da Europa entre o Mar do Norte e do Báltico, e é o único país da Escandinávia ligado ao continente europeu (a pe...
ROTEIRO DE 2 DIAS EM OSAKA, HIROSHIMA E MIYAJIMA Hiroshima Depois de uma rápida parada de dois dias em Hong Kong para uma nova pitada de imersão asiática (nova, pois já estivemos em 2014 na mesma...

FORMULÁRIO DE CONTATO/CONTACT FORM

Fields marked with an * are required

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *