ROTEIRO DE 2 DIAS EM MELBOURNE

A eterna disputa entre Sydney e Melbourne (a mesma que encontramos no Brasil entre Rio e Sampa) me motivou ainda mais para conhecer a capital do estado de Victoria.

A segunda maior cidade da Austrália possui, aproximadamente, 4.5 milhões de habitantes, e já foi eleita 7 vezes consecutivas pela revista The Economist como a melhor cidade para se viver no mundo.

A cidade é reconhecida pelo sistema de bondes (os famosos Trams), que é o quarto maior do mundo e o maior fora da Europa. Este sistema estende-se por mais de 240 quilômetros de pista. No centro da cidade há, inclusive, uma Free Zone, onde você pode rodar gratuitamente, e passar por ruas onde apenas eles têm acesso.

Melbourne é uma cidade sob forte influência europeia, porém, hoje, possui grande presença de asiáticos provenientes principalmente da China e Índia.

É possível notar a influência europeia através da arquitetura da cidade, assim como a gastronomia. O clima também lembra muito o do Velho Continente, já que Melbourne tem temperaturas mais frias que a grande maioria das cidades da Austrália.

Além de tudo isso, Melbourne tem o maior número de restaurantes e cafés per capita do mundo!

Quer mais dicas e informações? Então vem com a gente, e confira nosso roteiro de dois dias pela cosmopolita Melbourne, a terra dos cafés e da qualidade de vida.

Melbourne’s Free Tram Zone


Primeiro Dia: rota de bike pela praias e Luna Park

Com um dia lindo e um céu azul de doer os olhos, começamos nosso roteiro partindo de uma das estações de bicicleta gratuitas da cidade de Melbourne.

Nos primeiros minutos por ser algo novo a gente se enrola um pouquinho, mas depois vê que não é nada difícil locar uma bike nesta cidade.

Colocamos o cartão de débito ou crédito na máquina, selecionamos o serviço de Day Pass que custa $3, e em seguida o sistema gerou um código de acesso. Em poucos minutinhos já estávamos pedalando.

Melbourne Bike

Remembrance Day – Shrine of Remembrance

Remembrance Day – Shrine of Remembrance

Um pouco antes de começar esta rota de bicicleta pelas praias, a ideia era visitar o Shrine of Remembrance, pois de lá se tem uma vista ótima da cidade, porém como era dia de comemoração neste ponto turístico (Remembrance Day 2017 – dia em homenagem aos mortos e veteranos de guerra) tivemos que realocar a visita para o próximo dia.

Voltemos, então, a locação da nossa bike e a ideia de percorremos as principais praias da cidade, partimos em direção à região de St. Kilda.

Saindo do bairro de Southbank, local onde estávamos hospedados (na casa de uma amiga), são, aproximadamente, 5 km de pedalada. Em, mais ou menos, 25 a 30 minutos, já estávamos sentados num belo restaurante em St. Kilda Beach tomando café da manhã, o Coffee Republica.

St. Kilda

St. Kilda

Coffee Republica

Coffee Republica

Por lá resgatamos as energias da pedalada, tomamos nosso belo café e depois de um bom momento de papo, seguimos de bike em direção à Brighton Beach.

Trajeto de bike entre Shrine of Remembrance e St. Kilda

Trajeto de bike entre St. Kilda Beach e Brighton Beach

O trajeto foi todo feito pela enorme ciclovia que possui essa orla. Tudo muito estruturado e bem organizado, lá fomos nós pedalando, parando pra fotos e um pouco d’água e aproveitando o belíssimo dia que fazia em Melbourne.

Depois de mais ou menos 6 a 7 km e uns 40 a 50 minutos de pedaladas, pois fomos parando algumas vezes pra fotos e água, chegamos no destino final: Brighton Beach e suas casinhas em estilo vitoriano na beirada da praia.

Ciclovia e visual entre St. Kilda e Brighton Beach

Visual entre St. Kilda e Brighton Beach

Visual entre St. Kilda e Brighton Beach

Visual entre St. Kilda e Brighton Beach

Visual entre St. Kilda e Brighton Beach

E como belos amantes do mar e de praia, não podíamos deixar o dia ensolarado sair ileso! Aproveitamos uma bela praiana por umas 3 horas. Muito sol, água gelada (como é de costume na Austrália) e um belo bate papo entre amigos.

Brighton Beach – Brighton Bathing Box

Brighton Beach – Brighton Bathing Box

Brighton Beach – Brighton Bathing Box

Brighton Beach

Brighton Beach

Após esse tempo, pegamos nossas bikes e voltamos todo o trajeto. A intenção nesse momento era conhecer um pouco a região de St. Kilda, e dentre os pontos famosos de lá está o Luna Park. Algumas fotinhas de turista bem típicas em frente ao parque, e já estava na hora de encher o estômago, mesmo porque ele já estava roncando.

Seguimos pela Acland Street, uma rua mega movimentada e cheia de restaurantes e bares, e chegamos até o La Roche, um bar com hambúrgueres gigantes. E foi por lá que matamos quem estava nos matando, a fome!

Luna Park em Melbourne

Acland Street

La Roche

Saímos tortos de tanto comer, e cansados de um dia de muita pedalada e praia. A ideia seguinte era voltar pra casa e sair a noite, mas quem disse que o corpo deixou. A idade vai batendo rs.Antes de chegarmos onde estávamos hospedados, Southbank, seguimos nossa rota partindo de St. Kilda, só que dessa vez percorremos um caminho “alternativo” para conhecer o local onde acontece o Grande Prêmio de Formula 1 de Melbourne, o Albert Park. Que por sinal, local belíssimo para conhecer e aproveitar num dia de tempo bom.

Albert Park

Nesse momento percorremos mais alguns quilômetros e estava finalizado nosso tour do dia. Em casa e refeitos aproveitamos o final de dia para descansar e colocar a conversa em dia, já que estávamos na casa de amigos.


Visão Geral – Praias mais Populares de Melbourne

  • St Kilda Beach
  • Brighton Beach
  • Port Melbourne, South Melbourne and Middle Park
  • Kerford Road
  • Elwood
  • Williamstown

Praias nos Subúrbios

  • Altona
  • Beaumaris
  • Bonbeach
  • Carrum
  • Hampton
  • Mentone
  • Mordialloc
  • Sandridge
  • Sandringham and Black Rock
  • Werribee South

(Fonte)


Segundo Dia: CBD e suas lanes, Carlton, Docklands e Eureka Tower

Para o segundo e último dia a ideia era conhecer o CBD (o centro da cidade como chamam os australianos – sigla ara Central Business District) e fechar com uma bela vista da cidade no maior prédio de Melbourne. E assim nós cumprimos nossa meta!

Começamos pelo Shrine of Remembrance e sua bela vista da cidade. Como mencionei anteriormente, não conseguimos fazê-lo no dia anterior devido à um evento, e, portanto, aproveitamos este local no domingo.

O dia começou meio nublado, e com ar de que não iria nos apresentar o sol, porém depois da visita ao Shrine, ele veio, e veio com tudo.

Shrine of Remembrance

Vista do Shrine of Remembrance

Vista do Shrine of Remembrance

Vista do Shrine of Remembrance

Acessamos o local a pé, pois como falei estávamos hospedados na casa de uma amiga bem ao lado do ponto turístico, em Southbank.

Entramos no prédio e subimos até o seu terraço, local onde os turistas se concentram para fotos da cidade. Alguns minutos por lá, e seguimos em direção o CBD e suas atrações.

Trajeto pelo CBD – Melbourne

Passamos pela National Gallery of Victoria, entramos para conhecer a arquitetura do local, seguimos para o Arts Centre Melbourne, e nesse pouco espaço de tempo entre este local e o principal rio da cidade, o Yarra River, visitamos uma feira livre eu ficar aberta todos os domingos.

Gallery of Victoria

Gallery of Victoria

Arts Centre Melbourne

De lá, continuamos caminhando por Melbourne, e chegamos as margens do Yarra e sua famosa Federation Square. Fotos e mais fotos, seguimos então até a Pony Fish Island, local que abriga o Pony Fish bar. Caminhando até este local, ainda passamos dentro do Arbory Bar & Eatery, outro bar muito interessante às margens do Rio Yarra.

Pony Fish bar, sem dúvida, é um local a ser apreciado com certa calma e acompanhado de cerveja ou um belo drink local. E foi exatamente o que fizemos. Por lá ficamos em torno de 1 hora e meia aproveitando a beleza do local, o ar europeu de beira de rio e bebendo algumas pra aproveitar o belo sol do dia.

Rio Yarra e o perfil de Melbourne

Rio Yarra e a Southbank Pedestrian Bridge

Pony Fish Island e seu Pony Fish Bar

Pony Fish Bar

Após um belo papo e alguns drinks, seguimos para nosso almoço especial. Nos esperava um parmegiana gigante no bairro italiano – Carlton. O local escolhido foi o Universal Restaurant. Localizado na Lygon Street, neste mesmo bairro, o local abriga um restaurante fundado em 1969 e um ar meio retrô. Por lá nos foi servido um parmegiana de dar inveja a qualquer faminto. Passamos algumas horas nesse restaurante, e depois de alimentados e descansados, seguimos para mais alguns pontos de interesse.

Cenários de Melbourne – Tram que pegamos até Carlton

Cenários de Melbourne

Universal Restaurant

A região de Docklands neste momento nos aguardava. Seguimos caminhando de Carlton até Docklands (antes ainda demos uma passadinha no Queen Victoria Market, outro ponto de interesse desta cidade) e por lá mais algumas fotos na zona portuária de Melbourne. Uma vaca em cima da árvore aqui, um grande estádio ali, e mais um momento turistando estava se encerrando.

Trajeto Pony Fish, Carlton e Docklands (encerrado no Eureka Tower)

A ideia depois desse passeio era pegar o bonde turístico e percorrer alguns pontos específicos que só esse Tram faz, porém chegamos tarde e o último tour já tinha se encerrado. Mas fica a dica!

Universal Restaurant

Universal Restaurant

Queen Victoria Market

Docklands

Free Tourist Tram

O City Circle (Free Tourist Tram – número 35), faz o seguinte percurso:

Já que não foi possível o tram turístico, fomos mais cedo para o Eureka Tower. Pegamos o tram em Dockland, sendo mais precisa em frente ao Etihad Stadium, e seguimos novamente para os arredores do Yarra River.  Por lá encontramos um dos nossos últimos destinos: Eureka Tower.

Um skyline urbano com:

  • Eureka Skydeck 88 é o ponto de vista público mais alto do Hemisfério Sul;
  • O topo da Torre pode flexionar até 600 mm em ventos fortes;
  • Existem dois tanques de água de 300.000 litros no nível 90 e 91 que servem para evitar qualquer excesso de balanço;
  • 680 escadas – 92 andares – 52.000 metros quadrados de janelas
  • Eureka usou 110 mil toneladas de concreto e pesa 200 mil toneladas.

(Fonte)

Neste edifício foram fotos e mais fotos, e aproximadamente 1 hora para curtir o local. Depois de turistar nas alturas, fomos para as últimas paradas do dia: as famosas Lanes e os grafites de Melbourne.

Final de dia no Yarra River

Eureka Tower – vista

Eureka Tower – vista

Eureka Tower – vista

Visitamos duas importantes Lanes: a Hosier Lane e a AC/DC Lane. Aproveitamos o anoitecer e rodamos pelas duas e tiramos boas fotos. Nesse momento está finalizado nossos dois dias intensos de tour pela capital do estado de Victoria, na Austrália.

Hosier Lane

Hosier Lane

AC/DC Lane

Definitivamente, Melbourne não tem nada a ver com São Paulo! E essa briga RJ X SP é só conversa!


Como chegar em Melbourne saindo do Aeroporto de Avalon?

Compramos uma passagem promocional pela Jetstar e geramente os voos mais baratos entre essa duas cidades australianos vão parar no Avalon Airport. Este aeroporto é mais afastado que o tradicional Tourmaline Airport. O Avalon recebe somente voos nacionais e está localizado na região de Geelong.

Avalon Airport

Para chegar e sair deste aeroporto existem alguma opções:

  • Dirigindo
  • Ônibus
  • Carro alugado
  • Táxi
  • Uber

Nós optamos pelo ônibus: veja mais informações aqui.

Ponto inicial: aeroporto (cada ônibus vai de encontro com o voo que chega no aeroporto, ou sej,a sempre terá um ônibus quando você chegar neste local)

Ponto final: Southern Cross Station (CBD – Melbourne)

Valor: $22 (novembro/17)

Tempo: Aproximadamente 1 hora até o CBD

Confira a Timetable.


Link Importantes:

Free Tram Zone – Melbourne

Tours partindo de Melbourne

Praias Populares em Melbourne

Free Atractions em Melbourne

Bike Share Melbourne

Acland Street – St. Kilda

Albert Park – Melbourne (local do Grande Prêmio de Formula 1)

Shrine of Remembrance

National Gallery of Victoria

Arts Centre Melbourne

SkyBus – Ônibus entre CBD e Aeroportos de Melbourne


Faça suas reservas clicando nos links dos nossos parceiros. Você nos ajuda a cobrir os custos do blog SEM GASTAR NADA A MAIS POR ISSO, já que receberemos parte da comissão desses afiliados. Todos ganham! 

Reserve seu hotel pelo Booking ou Decolar

Alugue seu carro com a RentalcarsRentcars ou Decolar

Compre sua passagem aérea com o Voopter, Latam ou Decolar

Adquira seu seguro viagem com a Seguro Viagem Allianz ou Decolar

Adquira seu chip internacional com a Travel Mobile

Faça seu roteiro personalizado com nossa consultoria

Saiba mais em: Contato SOUL Viajero

CONFIRA OUTROS POSTS

ROTEIRO DE 3 DIAS EM PRAGA Comparações e mais comparações com Budapeste me fizeram esperar uma cidade muito parecida com a capital da Hungria, que havia visitado dias antes....
ROTEIRO DE 3 DIAS EM VENEZA Beleza, singularidade, romance, agito e audácia! Posso garantir que essas características são venezianas. Posso garantir que você encontrará tu...
ROTEIRO DE 1 DIA EM CORTONA E AREZZO Durante minha estadia na Itália algumas cidades me chamaram mais atenção que outras. E dentre essas que guardarei com carinho estão Cortona e Arez...
ROTEIRO DE 1 DIA EM SAN GIMIGNANO San Gimignano é o estilo de cidadela que foi feita pra o viajante passar um belo sábado ou domingo em meio à paisagem da Toscana. Um pedacinho de m...

FORMULÁRIO DE CONTATO/CONTACT FORM

Fields marked with an * are required

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *