ROTEIRO DE 3 DIAS EM JERVIS BAY

 

Um verdadeiro paraíso das maravilhas naturais, a Baía de Jervis, na costa sul do estado de New South Wales, é uma “fuga” perfeita para quem ama relaxar à beira-mar.

Das águas cristalinas aos residentes golfinhos, até as praias esplêndidas com esportes aquáticos, este paraíso costeiro na região de Shoalhaven encanta os viajantes com muitas experiências.

Jervis Bay, ou melhor, Huskisson, a principal cidade desta baía, está à, aproximadamente, 180 km de Sydney.  A estrada é tranquila e têm trechos de mão única, dupla e múltiplas pistas. Em época de feriados e férias é possível pegar congestionamento devido aos trechos de mão única.

Vamos então aos nossos três dias de contato com o mar, a natureza e as belezas desse pedacinho da Austrália.

Mapa de Jervis Bay

Primeiro dia: Estrada entre Sydney e Jervis Bay, Callala Beach, Huskisson e Nelson’s Beach

Saímos de Sydney 8h30, mais precisamente de Kings Cross Station (alugamos um carro e tínhamos que pegá-lo no hotel Holiday Inn nesta estação), e partimos em direção à região de Jervis Bay.

Estrada para Jervis Bay

Estrada para Jervis Bay 

Nossa primeira parada do dia foi em Callala Beach, em torno das 11h15 (um pouquinho de trânsito em alguns pontos devido ao feriado prolongado na cidade de Sydney),  e logo já estávamos com os pés na areia.

A praia tem uma faixa de areia bem longa, e um visual de dar inveja a qualquer praia brazuca.

Paramos o carro num parking bem na frente da entrada principal, e em seguida nos aquietamos na areia branquinha e fina deste local.

Como no dia ventava muito, sentamos mais próximo da vegetação pra tentar burlar o vento, e ficamos numa bela praiana em torno de 3 horas.

Callala Beach – Car Parking

Callala Beach – Acesso à praia

Callala Beach

Callala Beach

Callala Beach

Depois de aproveitar esta primeira de muitas outras que ainda viriam, seguimos de carro para o centro de Huskisson, a cidadezinha mais badalada da região.

Por lá nos ambientamos e logo já estávamos sentados numa lanchonete local comendo um belo peixe.

Refeitos e com mais energia seguimos para explorar este centrinho e as atrações que ele dispõe.

Andamos pela marina, local de onde saem as embarcações de passeios para ver baleias, golfinhos e muitos outros pontos de Jervis Bay, e por lá gastamos um pouco o dedo tirando belas fotos.

Huskisson

Huskisson

Huskisson

Huskisson

Huskisson

Huskisson

Neste momento já passava das 16h e a energia já estava ficando mais baixa. Mesmo assim arregaçamos as mangas e fomos em direção à Vicentia, ou pra ser mais exata Nelson’s Beach. Este local é uma das “pontinhas” de praia que existem nessa região, e por lá achamos mais uma bela praia e um ótimo cenário pra mais fotos.

Cenários de Jervis Bay

Cenários de Jervis Bay – Nelson’s Beach

Nelson’s Beach

Nelson’s Beach

Nelson’s Beach

Cenários de Jervis Bay

Depois dessa maratona do primeiro dia, demos por encerradas as atividades. Seguimos para o nosso hotel em Nowra, cidade próxima à região, e nos preparamos para descansar e resgatar energias para o segundo dia.

Segundo dia: White Sands Walk (Chinamans, Hyams e Seamans Beach) e Cave Beach

O dia começou às 9h30 quando chegamos na região de Hyams Beach. Logo localizamos um local para estacionar o carro,  e a primeira praia que avistamos foi a Chinamans Beach. De bate pronto ela já chamou muito a atenção devido a água clarinha e sua areia ainda mais branca. Descemos por uma pequena trilha, e logo já estávamos com os pés fincados naquele paraíso.

A ideia do dia era fazer as 3 praias de areia branca e depois fazer uma visita à outra praia importante, porém totalmente diferente.

Começamos, então, caminhando até as pedras da praia de Chinamans, e depois de muitas e muitas fotos voltamos em direção à praia que foi eleita pelo Guinness Book como a que possui a areia mais branquinha do mundo!

Chinamans Beach – Primeira Impressão

Chinamans Beach – Acesso à Praia

Chinamans Beach

Chinamans Beach

Chinamans Beach

Chinamans Beach

Seguimos pelas areias extensas de Chinamans e logo já estávamos atravessando as pedras para acessar Hyams Beach.

Como era um belo domingo no meio de um feriadão, a praia estava bem cheia.

Caminho para Hyams Beach

Caminho para Hyams Beach

Caminho para Hyams Beach

Hyams Beach

Hyams Beach

Passamos por ela, aproveitamos o tempo para mais e mais fotos, e continuamos pela areia para mais um espetáculo da natureza, a praia de Seamans Beach. Por lá resolvemos que iríamos passar o nosso dia.

Devidamente assentados na areia e com cangas bem brasileiras, passamos pelo menos umas 4 horas com aquela praiana toda especial!

Seamans Beach

Seamans Beach 

Depois das 14h já estávamos sentindo um ventinho gelado bater, e, então, resolvemos pegar o carro e partir para a Cave Beach (fica nas dependências do Boodeere National Park), uma praia que havia lido e que queria conhecer.

Saímos da região de Hyams Beach e em menos de 20 minutos de carro já estávamos entrando no território da Cave.

Essa praia contrasta totalmente com as demais que vimos pela manhã. Ela é de mar aberto (as praias de areia branca são numa baía, Jervis Bay) e possui estrutura para camping, ou seja, mais pra galera alternativa e sem muita “frescura”. O local é assim mesmo, mais frequentado por jovens e surfistas. O mar “batido” convida para a prática do surfe.

Cave Beach

Vista Cave Beach

Cave Beach

Cave Beach

Cave Beach

Cave Beach – Local que faz jus ao nome

Visitamos o local, tiramos algumas fotos e já estávamos satisfeitos pra retornar e almoçar.

Esta é uma ótima praia para aproveitar o dia também. Não foi nosso caso, pois já tínhamos escolhido as de areia branca para o dia, mas sugiro muito também esta parte de Jervis Bay.

E como falei, saímos de Cave Beach e fomos para um almoço merecido. Seguimos para um centro comercial próximo à Huskisson, mais precisamente em Vincentia.

Findo o nosso almoço, a ideia era descansar e voltar para as praias de areia branca (adoramos o local, portanto voltamos). E foi o que fizemos!

O final da tarde foi com um bom solzinho no rosto, uma canga esticada e o barulho do mar ao fundo, novamente, em Seamans Beach.

Fechamos o dia com a melhor terapia possível! Aproximadamente 18h finalizamos nosso dia e retornamos ao hotel em Nowra.

Terceiro dia: Boodeere National Park: Green Patch Beach, Bristol Point, Scottish Rocks e Hole in the Wall

Começamos nossa rotina às 11h, e para esse terceiro dia reservamos os locais especiais dentro do Boodeere National Park.

Entramos com nosso carro pela portaria principal e pagamos 11 dólares (valor cobrado por carro e válido por 48 horas).

Portaria principal – Boodeere National Park

Seguimos as placas e o Google Maps e logo já estávamos na primeira parada do dia: Green Patch. Nesse local existe uma área de camping, como muitas outras espalhadas pelo parque, e sua praia “exclusiva”.

Estacionamos e seguimos pela praia, porque este dia foi reservado para uma bela trilha à beira mar.

Green Patch – Estacionamento

Green Patch – Acesso

Green Patch Beach

Green Patch Beach

Como disse anteriormente, nós saímos de Green Patch e logo já estávamos acessando um pedaço onde tínhamos que atravessar pedras e corais.

Seguindo a praia, e em mais alguns minutos, chegamos à Scottish Rocks, a divisa com a praia de Bristol Point Reserve, local que abriga o Hole in the Wall. Este ponto final da trilha possui uma parede de rochas e um buraco no meio dela, que dá nome ao local.

Em Bristol Point também é possível encontrar uma reserva com camping.

Cenário da trilha pelas praias

Cenário da trilha pelas praias

Cenário da trilha pelas praias

Cenário da trilha pelas praias

Cenário da trilha pelas praias

Cenário da trilha pelas praias – Scottish Rocks

Cenário da trilha pelas praias

Cenário da trilha pelas praias – Hole in the Wall

Cenário da trilha pelas praias – Hole in the Wall

Levamos aproximadamente 1 hora e 15 minutos na ida, e para voltar, como não paramos para mais fotos, conseguimos fazer em 50 minutos (em torno de 3,5 km de ida e 3,5 km de volta).

Vale muito a pena ir caminhando até o Hole in the Wall (nosso ponto final), admirar os pontos de mergulho e curtir a linda cor da água.

Além de todas as atrações que o viajante encontra nesse percurso, ainda dá pra ver bem de longe as 3 praias de areia branca (Chinamans, Hyams e Seamans Beach).

Quando retornamos, aproveitamos para relaxar na Green Patch Beach, e por volta das 15h30 seguimos nosso caminho de volta à Sydney. Este era nosso último dia de descanso em Jervis Bay.

O retorno foi um pouco mais demorado devido ao trânsito de feriado. Levamos aproximadamente 4 horas pra chegar em Sydney. E dessa forma estava fechado nosso roteiro.


Links Importantes:

Site Oficial do Turismo da Austrália (em português)

Site Oficial do Turismo de Jervis Bay

Informações Oficias de Jervis Bay (NSW website)

Site do Booderee National Park

Jervis Bay Wild – Operadora de Turismo Local

Site de locação de carros – Redspot

Dolphin Watch – Jervis Bay

Whales Watch – Jervis Bay


Faça suas reservas clicando nos links dos nossos parceiros. Você nos ajuda a cobrir os custos do blog SEM GASTAR NADA A MAIS POR ISSO, já que receberemos parte da comissão desses afiliados. Todos ganham! 

Reserve seu hotel pelo Booking ou Decolar

Alugue seu carro com a RentalcarsRentcars ou Decolar

Compre sua passagem aérea com o Voopter, Azul, Latam ou Decolar

Adquira seu seguro viagem com a Seguro Viagem Allianz ou Decolar

Adquira seu chip internacional com a Travel Mobile

Faça seu roteiro personalizado com nossa consultoria

Saiba mais em: Contato SOUL Viajero

CONFIRA OUTROS POSTS

BÚZIOS – ROTEIRO PELAS PRAIAS DO CENTRO Balneário conhecido internacionalmente, Búzios é uma das mais famosas cidades da Região dos Lagos. Local badalado e visitado por turistas tanto...
COMO CHEGAR NAS ILHAS GALÁPAGOS A primeira ideia que se deve entender quando fala-se em visitar Galápagos é que não existe voo direto para as ilhas. Para acessar o arquipélago...
ROTEIRO DE BATE-VOLTA À CINQUE TERRE Definitivamente este é um roteiro que não pode ser feito para um bate-volta! Cinque Terre merece muito mais, porém de qualquer forma fui conhec...
ROTEIRO COMPLETO EM AIRLIE BEACH Queensland é o estado australiano que abriga 5 das 11 áreas deste país consideradas World Natural Heritage. Estas cinco incluem: Scenic Rim Nation...

FORMULÁRIO DE CONTATO/CONTACT FORM

Fields marked with an * are required

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *